Os Chakras- uma breve explicação

Chakra significaRoda de luz, a origem é  o Sânscrito e estuda o equilíbrio de corpo e mente dos seres humanos.

Os Chakras, são centros energéticos que representam aspetos diferentes da nossa natureza corporal, mental, emocional e energética.

Existem vários espalhados pelo nosso corpo, mas há sete principais que são conhecidos no mundo inteiro e que, quando equilibrados, podem proporcionar experiências de harmonia, paz espiritual e realização interpessoal.

Na tradição Hindu, os sete principais Chakras estão posicionados ao longo da nossa coluna e cada um deles tem uma das cor do arco-íris.

A base desta filosofia é que tudo é energia. Nós somos matéria, somos energia e precisamos de energia. Por isso cada ser vivo possui um campo magnético que o protege – denominada aura (ou outros nomes de acordo com a escola que a estuda).  Considera-se que existem diversas aberturas por onde fazemos as trocas energéticas com o ambiente, com outras pessoas, com outros seres, com a natureza.

Os Chakras são essas aberturas ou vórtices energéticos, em forma de circulo no nosso corpo que vibram constantemente.

Isto acontece porque as células são nutridas com energia e precisam receber e libertar energia constantemente. Graças a essa troca, nós nascemos, crescemos e desenvolvemo-nos, até ao dia que morremos.

Isso tudo acontece graças aos chakras, os principais responsáveis por essa troca energética. Para cada célula viva existe um chakra em movimento constante.

 

QUAIS SÃO OS 7 CHAKRAS?

Há chakras que desempenham importantes papéis no corpo. Alguns são mais importantes que outros. Existem os principais e os secundários. Esses últimos estão associados às glândulas endócrinas. Dois exemplos são o chakra esplênico (ligado ao baço) e o chakra do fígado.

Os Principais Chakras

1 – Chakra Básico / 2 – Chakra Sacro / 3 – Chakra Plexo Solar / 4 – Chakra Cardíaco / 5 – Chakra Laríngeo / 6 – Chakra Frontal / 7 – Chakra Coronário.

Todos estão associados ao sistema endócrino do corpo humano, e cada um deles está associado a uma glândula específica.

 

Este esquema base-se no estudo dos hindus, que se debruçam sobre a anatomia há pelo menos 10 mil anos, por meio da medicina ayurvédica e das escrituras sagradas do Hinduísmo. Eles são os pioneiros no estudo dos chakras, e representam cada um deles com flores-de-lótus com quantidades de pétalas diferentes. Quanto mais sutis são os chakras, mais pétalas eles têm (com exceção do chakra frontal).

Do ponto de vista espiritual, cada chakra traz consigo uma missão a ser cumprida pelo homem. A vibração de cada um dos chakras também indica se a pessoa está bem ou não em cada parte do corpo e em cada setor da sua vida. Um chakra que vibra em excesso está hiperativo, ou que vibra menos do que o normal, hipoativo, está em desequilíbrio.

No prõximo artigo falaremos de cada um dos chakras, mas entretanto aprecie os aromas esotéricos  dos 7 chakras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.